PESQUISE NESTE BLOG

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Serra de São José - Palmeira dos Índios/AL

Em meados de abril o povoado de Serra de São José, distante cerca de 15 km da cidade de Palmeira dos Índios/AL, festeja na comunidade a Sagrada Família. Apesar de o povoado ser dedicado a São José,  a padroeira -  é a Sagrada Família.
Indo como quem vai para a cidade de Quebrangulo-AL, logo depois de vencer as cerca de vinte perigosas curvas da Serra do Muro, adentra-se a direita; passa-se pelo Sítio Novo, pela Serra da Mandioca e logo depois começam a aparecer as primeiras casas de Serra de São José, nas beiras da estrada. Logo depois o cemitério e numa bifurcação entre o acessos ao Povoado Bonifácio (à direita de quem vai) e o Povoado Chorador (à esquerda) está edificada a Igreja da Sagrada Família. E as casas continuam até não existir casa alguma. Finalmente, outros povoados.

No povoado ainda podem-se encontrar residências como esta, de 1936; povoado Serra de São José, Palmeira dos Índios/AL.

Um pedaço do povoado Serra de São José, Palmeira dos Índios/AL.

O Centro Comunitário do povoado Serra de São José, Palmeira dos Índios/AL.
Vista lateral da cúpula da Igreja da Sagrada Família;
Povoado Serra de São José, Palmeira dos Índios/AL.
Era quase meio dia. O Sol ao centro. Igreja da Sagrada Família, povoado Serra de São José, Palmeira dos Índios/AL.

Singular o altar: trabalhado em madeira maciça. Igreja da Sagrada Família, povoado Serra de São José, Palmeira dos Índios/AL.
Detalhe do altar da Igreja da Sagrada Família, povoado Serra de São José, Palmeira dos Índios/AL.

Os devotos saem carregando o andor. Igreja da Sagrada Família, povoado Serra de São José, Palmeira dos Índios/AL.
Detalhes das imagens veneradas - A Sagrada Família.
Povoado Serra de São José, Palmeira dos Índios/AL.
Prossegue a procissão: Povoado Serra de São José, Palmeira dos Índios/AL.
Povoado Serra de São José, Palmeira dos Índios/AL.
Povoado Serra de São José, Palmeira dos Índios/AL. Meu vó: Homem de fé, e de fibra!
Povoado Serra de São José, Palmeira dos Índios/AL.

Ao fundo a planície de Bonifácio e outros povoados.
Povoado Serra de São José, Palmeira dos Índios/AL.
Povoado Serra de São José, Palmeira dos Índios/AL.
Povoado Serra de São José, Palmeira dos Índios/AL.
Povoado Serra de São José, Palmeira dos Índios/AL. Os "anjinhos" a frente!

A Banda de Pífanos acompanha por todo o percurso. Povoado Serra de São José.
De todas as idades, na procissão. Povoado Serra de São José, Palmeira dos Índios/AL.
Aqui já retornam para a Igreja. Igreja da Sagrada Família, povoado Serra de São José.
Retornam para a Igreja. Igreja da Sagrada Família, povoado Serra de São José, Palmeira dos Índios/AL.

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Bairro Alto - Lisboa/Portugal

Em termos de oferta noturna, Lisboa oferece uma das melhores noites dentre tantas cidades europeias, o ponto de encontro de jovens e adultos, tanto portugueses quanto de outras nacionalidades, é o Bairro Alto; este oferece uma infinidade de bares e "discotecas", locais para o encontro de grupos e guetos, povos e culturas.
De acordo com um artigo hospedado na Wikipédia, "o Bairro Alto é um bairro antigo e pitoresco no centro de Lisboa, com ruas estreitas e repletas de pedras, casas seculares, pequeno comércio tradicional, restaurantes e locais de vida noturna. Foi construído em finais do século XVI".
É impressionante a quantidade e qualidade dos barzinhos. Muitos dedicados a culturas distintas como: Brasil, Camarões etc.
Por esses e outros motivos ainda não mencionados, mostramos poucos fotos e a todas elas noturnas, porque falta-nos tempo para para fotografar; a alegria e as atividades são intensas.
"Desde os anos 80 é o local mais conhecido da noite lisboeta, com inúmeros bares e restaurantes, a par das casas de fado. Adquiriu uma vida muito própria e característica, onde se cruzam diferentes gerações na procura de divertimento noturno.
Este bairro da capital, a um passo do Chiado, frequentado e habitado por jornalistas, escritores, artistas e estudantes, foi também lugar de tascas de marinheiros, carvoarias e lugares de má fama e prostituição.

O Bairro Alto é atualmente um local de divertimento noturno e ponto de encontro de diferentes culturas e gerações, no entanto, continua sofrendo graves problemas no âmbito do tráfico e consumo de [drogas], o que não é alheio o fato de nele se situarem os mais conhecidos bares da capital.

Parte dos prédios foram ou estão sendo recuperados, mantendo-se o traço original dos mesmos, o que veio permitir a instalação de novos e alternativos espaços comerciais, encontrando-se desde lojas multimarca e ateliers a lojas de tatuagens e piercings".

SEGUIDORES